Seminário em São Paulo reúne representantes da Secretaria de Saúde e da sociedade civil para debater resposta à aids na cidade

Acontece nesta terça-feira, 13 de agosto, no centro capital paulista, o Seminário “Prefeitura de São Paulo e Sociedade Civil – Resposta à epidemia de HIV/aids no município” .

O encontro tem por objetivo apresentar os projetos de ação comunitária das organizações da sociedade civil do município aprovados no Processo de Seleção Pública de 2012, além de fomentar um debate sobre as ações nas diversas regiões da cidade, entre membros da sociedade civil e profissionais da Rede Municipal Especializada em DST/Aids e demais áreas da Secretaria Municipal da Saúde.

Durante o Seminário, os 19 projetos aprovados na seleção pública de 2012 serão apresentados em cinco painéis, com os temas: “Atenção às Pessoas Vivendo com HIV/aids”, “Prevenção com Jovens na Zona Sul”, “Mulheres e Homens”, “Centro de São Paulo na Prevenção” e “Prevenção na Comunidade e Controle Social”.

A partir de 2001, o processo seletivo das organizações da sociedade civil foi descentralizado para os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Ceará. Em dezembro de 2002, o Ministério da Saúde criou a política de incentivo e definiu o repasse de recursos Fundo a Fundo, por meio das portarias 2.313 e 2.314, que têm como principais objetivos: reestruturar a política de financiamento de projetos realizados por organizações da sociedade civil, ampliar e inovar nas ações de prevenção às DST/aids para além dos territórios e populações clássicas, contribuir para a reposta social ao HIV/aids, apoiar a ações de Controle Social, Advocacy e Direitos Humanos e buscar a melhoria da qualidade das ações de prevenção. Após o repasse dos recursos pelo Fundo Nacional de Saúde, em janeiro de 2010 iniciou-se o processo de descentralização no município de São Paulo.

SERVIÇO
Seminário “Prefeitura de São Paulo e Sociedade Civil – Resposta à epidemia de HIV/aids no município” .
Endereço: Braston, Rua Martins Fontes, 330 – centro.

PROGRAMAÇÃO

09h – Credenciamento

9h30 – Abertura

10h – Painel 1: “Atenção às Pessoas Vivendo com HIV/aids”
Centro Franciscano de Luta contra a Aids (CEFRAN) – Irmã Fátima
Grupo de Apoio à Vida (GAVI) – Danilo Lopes
Grupo de Incentivo à Vida (GIV) – Edson Arata 
Mediador: Claudio Pereira (GIV)

11h – Painel 2 : “Prevenção com Jovens na Zona Sul”
Associação Saúde da Família – Beth Bahia
Conviver é Viver – Tábata Alves
Associação Espaço de Prevenção e Atenção Humanizada (EPAH) – Marcelo Oliveira
Instituto Sedes Sapientiae – Claudia Paula Santos
Mediador: José Araújo (EPAH)

13h – Painel 3 : “Mulheres e Homens”
Instituto Cultural Barong – Regina Figueiredo
Centro Informação Mulher (CIM) – Marta Baião
Comunicação em Sexualidade (ECOS) – Lena Franco
Geledés Instituto da Mulher Negra – Élida Miranda
Mediador: Marta Mc Britton (BARONG)

14h – Painel 4 : “Centro de SP na Prevenção”
Centro de Convivência É de Lei – Thiago Calil
Grupo de Apoio e Prevenção à Aids (GAPA) – Adriano Queiroz da Silva
Associação Brasileira de Pais e Mães de Homossexuais (GPH) – José Vitor Avanzi
Grupo Pela Vidda – Paulo Rogerio da Silva
Mediador: Flávio Rodrigues (Grupo Pela Vidda)

15h20 – Painel 5 : “Prevenção na Comunidade e Controle Social” 
Casa de Assistência Filadélfia (CAF) – Euci Selma Munhoz 
Projeto Bem Me Quer (PBMQ) – Margarete Preto 
Instituto Vida Nova – Américo Nunes 
Movimento Paulistano de Luta Contra a Aids (MOPAIDS)- Renata Brandoli
Mediador: Américo Nunes (Instituto Vida Nova)

16h30 – Encerramento
Dra. Eliana Battaggia Gutierrez (Programa Municipal de DST/Aids de São Paulo)

Fonte: Agência de Noticias da AIDS

(Visited 14 times, 1 visits today)