Homofobia é uma grande barreira na luta contra aids, afirma Diretor do Unaids, Michel Sidibé

Em mensagem para o Dia Internacional contra a Homofobia (17 de maio), o diretor executivo do Programa Conjunto das Nações Unidas para o HIV e Aids (Unaids), Michel Sidibé, afirmou que nos últimos anos houve avanços mundiais na aceitação das diferentes orientações sexuais. No entanto, em 79 países ainda existem leis que criminalizam os relacionamentos entre pessoas do mesmo sexo.

“Estas leis formam uma barreira na resposta contra a aids, pois colocam a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) às margens dos serviços de saúde”, reforça Sidibé.

Para ele, o valor de uma sociedade não deve ser calculado em quantias monetárias ou de poder, mas pela forma como as pessoas são respeitadas, independentemente da sua orientação sexual ou condição social. “Uma sociedade próspera é aquela que garante a inclusão e respeita todas as pessoas”, ressalta.

“O Unaids está do lado dos gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros, e o engajamento dessa população é essencial para atingirmos nossos objetivos de zero novas infecções pelo HIV, zero casos de discriminação e de mortes relacionadas à aids”, finaliza.

Fonte: Agência de Notícias da AIDS

(Visited 1 times, 1 visits today)