FDA aprova mais um comprimido diário para tratar HIV

Reguladores dos EUA aprovaram mais um comprimido diário para tratar a Aids, da Gilead Sciences Inc’s.

 

Nesta última quarta-feira, o FDA (agência reguladora de remédios e alimentos no EUA) liberou o Complera para pacientes que não receberam tratamento prévio contra o vírus HIV. A droga, que custa US$1.705 por mês, combina o Truvada, da Gilead, com o Edurant, da Johnson & Johnson, aprovado em maio.

 

A farmacêutica Gilead já vende outro comprimido diário, o Atripla, que combina o Truvada com a Sustiva, da Bristol-Myers Squibb.

 

A agência reguladora rejeitou o primeiro pedido da Gilead, em janeiro, alegando que não havia informações suficientes.

 

Também na quarta-feira, a companhia disse que resolveu todas as questões levantadas em uma carta de advertência da FDA. Na época, os reguladores levantaram preocupações sobre problemas de fabricação e qualidade do produto em San Dimas, na Califórnia, onde a Gilead fabrica muitos dos seus medicamentos.

 

Cerca de 33 milhões de pessoas no mundo têm o vírus da Aids. A maioria vive na África e na Ásia.

Fonte: Jornal Floripa

(Visited 1 times, 1 visits today)