Norte-americano é curado da AIDS, mas doença está longe de ter cura definitiva

O norte-americano Timothy Ray Brown entrou para a história como sendo o primeiro homem a ser curado de AIDS no mundo. A novidade aconteceu graças ao tratamento considerado complicado e arriscado realizado pelo médico alemão Gero Huetter.

Mesmo com esse resultado, é importante que todos tenham ciência de que não se deve criar expectativas, principalmente a população que vive com a AIDS. A situação de Timothy foi muito específica, já que ele teve leucemia e realizou um transplante de medula.

A pesquisa, no final do ano passado, mostrou que o sucesso do paciente curado pode servir de incentivo às pesquisas e estudiosos podem começar a pensar em mecanismos alternativos de cura.

Há 30 anos pesquisadores estão lutando na produção de uma vacina preventiva, que posteriormente se estendeu a buscas por vacinas terapêuticas.

— A prevenção ainda é o melhor caminho para evitarmos o contágio com o vírus HIV e nós, profissionais da saúde, devemos investir na orientação à população evitando, assim, o aumento do número de casos de AIDS — conclui o enfermeiro Alisson Daniel.

Fonte: Zero Hora

(Visited 1 times, 1 visits today)