NOVIDADE: HIV EM PAUTA & VOCÊ CONTRA A AIDS

Queremos conhecer o que VOCÊ está fazendo para ajuda na luta contra a AIDS.

Se você é envolvido em alguma causa, ajuda alguma ONG ou pratica alguma ação que auxilia portadores ou a espalhar a informação do combate à doença entre em contato com a gente através dos comentários. O link está logo após a publicação deste post.

E começamos com Manoel Queiroz, 17 anos, morador de Miguelópolis, interior de São Paulo.  Ele nos enviou o seguinte texto e as fotos da sua ação contra a AIDS, em sua sua cidade, no Carnaval, deste ano.

TEXTO DE MANOEL QUEIROZ (@QueirozManoel)

“Fevereiro, carnaval, muita festa e tudo indica pouco cuidado. Baseado em dados da região, a cada dia uma pessoa adquire o vírus HIV (vírus da imunodeficiência humana) e no carnaval, segundo o Ministério da Saúde, é a época em que mais casos da doença aparecem. Todos sabem que a camisinha é de extrema necessidade, pois ninguém está imune às DSTs (doenças sexualmente transmissíveis). Por isso, o Interact Clube de Miguelópolis, apoiando a secretaria de Saúde, foi até a festa de Carnaval e ajudou na distribuição gratuita de preservativos à população.

Porém, alguns dos mais diversos problemas surgiram: vergonha, medo de acharem que depois iriam para uma transa ou até mesmo dos amigos zombarem apenas pelo fato de ter aceitado o preservativo.

Os integrantes do Interact Clube são jovens iguais a grande parte frequentadora do carnaval, mas mesmo assim, os foliões se intimidavam com o ato de oferecer o preservativo, tanto jovens como alguns adultos que fingiam que nada estava acontecendo.

Muitos homens alegam não fazer o uso da camisinha pelo fato dela incomodar. Mas vamos raciocinar um pouco: se você adquirir uma doença ou até mesmo engravidar sua parceira, sem planejamento, o incômodo será maior. Hoje em dia existem vários métodos de prevenção e a camisinha é um dos mais eficazes.

Grande parte das pessoas pensa de um modo errado sobre as DSTs, acham que “Isso nunca vai acontecer comigo”. É exatamente isso que portadores do vírus dizem que pensaram antes de contraírem o vírus.

Algumas pessoas confiam tanto no parceiro que acabam transando sem camisinha. O desconforto de usar o preservativo é muito pequeno se comparado aos problemas que você terá que enfrentar se adquirir a AIDS (síndrome da imunodeficiência adquirida), por exemplo. Não deixe que sua saúde sexual acabe no carnaval, cuide-se.”

Aguardamos ansiosamente para saber o que você está fazendo contra a AIDS e ajudando a sociedade.

(Visited 3 times, 1 visits today)